BAGUNÇA CAUSA BRIGAS FAMILIARES

briga

Quem nunca passou por uma situação de brigar feio com pai, mãe, marido ou esposa por causa da bagunça?

Seus familiares já te acusaram de ser bagunceiro? Ou…Você já se sentiu extremamente incomodado com a bagunça de alguém que mora junto com você? Se as respostas forem positivas, este artigo é para você!

Por que as pessoas brigam por causa da bagunça?

De acordo com o Feng Shui, o ambiente em que vivemos tem intima relação com nossas energias e sentimentos. Desta forma, podemos concluir que, se o ambiente está em harmonia (em ordem), as pessoas e o relacionamento entre elas também estará “em ordem”, caso contrário, o relacionamento entre os habitantes daquele espaço ficará comprometido.

As famílias são pequenas comunidades. Quando se vive em comunidade, existem algumas regrinhas, explícitas ou não para a boa convivência, ou seja, para que as pessoas vivam em harmonia, é necessário, entre outras coisas, que exista colaboração e sintonia entre todos os membros da casa para que as tarefas cotidianas não sejam distribuídas de forma desigual e ninguém se sinta sobrecarregado, ou para que não haja um desânimo por parte dos mais sobrecarregados, aceitando viver na bagunça dos outros.

As famílias brigam por causa da bagunça quando o local em que elas vivem, torna-se desconfortável e quando não há harmonia na distribuição de tarefas entre os familiares.

Em nossa cultura, salvo exceções, é comum que as mulheres, mais especificamente mães e esposas, fiquem com a maior parte das tarefas domésticas mesmo que muitas vezes também trabalhem fora; por isso se sentem em desvantagem.

Há casos também em que o marido é mais organizado e se sente desconfortável com a bagunça, criticando os demais membros da família.

Quais as possíveis soluções para esse problema?

Distribuição de Tarefas:

Já tentou distribuir as tarefas e não deu certo? Segue algumas dicas para que você tenha sucesso nesse desafio:

– Consciência Individual e Coletiva: Como assim?Consciência coletiva é a maneira como lidamos com as regras e limitações. É necessário que TODOS, a começar das crianças pequenas, entendam um princípio simples: Ninguém é obrigado a conviver com a bagunça alheia, sendo assim, se a pessoa é bagunceira,ela deve tentar restringir à bagunça ao seu espaço pessoal. Ela pode ser bagunceira dentro do seu guarda-roupa, com os seus documentos pessoais ( embora isso não seja adequado), mas não levar a bagunça para os demais cômodos da casa, para não causar desconforto aos outros moradores.

Regrinhas simples: para que diminuam ou sumam situações como louças acumuladas na pia, toalhas jogadas na cama, lixo de banheiro há dias sem trocar, entre outros, é importante que a administradora ou o administrador da casa proponha regras simples do tipo: SUJOU, LAVE! USOU, GUARDE! Essas regrinhas básicas, quando seguidas fazem uma enorme diferença na rotina da casa, sabe por que? Porque elas estimulam que não haja procrastinação de tarefas, ou seja, se cada um lavar o que sujou e guardar o que tirou do lugar sem deixar para depois, não haverá acumulo de tarefas e a bagunça vai diminuir bastante.

– Saiba delegar: Saber delegar ( distribuir) tarefas não é simples.Exige estratégia e comprometimento de todos. Porém, se os afazeres forem distribuídos de maneira que não “pese” para ninguém e todo mundo faça um pouquinho, a tendência é seu ambiente e seu relacionamento familiar melhorarem muito.

Exemplo: Não recolha toda a bagunça de seus filhos pequenos! Ensine-os que devem guardar os brinquedos assim que terminarem de brincar.Além disso, estudos mostram que crianças a partir de 3 anos já têm entendimento para realizar tarefas como arrumar brinquedos, tirar pratos e copos da mesa e guardar pequenas quantidades de  roupas. Estimule isso!

Outro exemplo: Peça gentilmente para seu esposo ou filho maior que retire o lixo em dias específicos, e lembre-o disso se necessário. É importante lembrar que os homens têm o funcionamento diferente das mulheres, tarefas domésticas não são automáticas para eles. Então, não há problema algum em lembrá-los de algumas atividades, até que para eles se torne automático.

Dica esperta: Faça uso de um cesto ( pode ser tamanho pequeno ou médio) em cada cômodo da casa. Incentive sua família a restringir a bagunça ao cesto e faça isso também.Quando houver tempo, guarde a “bagunça” do cesto, cada coisa em seu lugar. O resultado dessa estratégia é que, em caso de falta de tempo para uma organização imediata, a bagunça ficará concentrada em um lugar só ( no cesto) evitando um visual desleixado no cômodo ou na casa toda.

Por último, faça a sua parte:Para cobrar algo, precisamos primeiro dar o exemplo. Lembre-se que  atitudes falam mais por do que  palavras. É importante ter uma postura colaborativa! Torne-se aquilo que você quer que os outros sejam!

 

Gostou do artigo? Então compartilhe com seus amigos mais queridos!

 

 

Publicado por

Thalita Marques

Muito prazer, sou a Thalita Marques, Personal Organizer. Sou graduada em Administração de Empresas e como Organizer sou formada pela OZ - Organize sua Vida. Exerço essa profissão há dois anos, e estou agora, através do Blog, compartilhando com vocês um pouco da minha experiência através de dicas para uma vida mais organizada.